5 erros contábeis comuns em empresas

Erros Contábeis

É dever do empreendedor conhecer todas as áreas relacionadas ao seu negócio, independentemente da sua familiaridade com as práticas do setor. A contabilidade, por exemplo, é uma área que não costuma receber muita atenção de empresários, devido à sua “aparência” burocrática. O empreendedor que não lida com essa área provavelmente cometerá erros contábeis que irão prejudicar o seu negócio.

Pensando nisso, preparamos este artigo para você. Nele, você pode conhecer alguns erros contábeis comuns em empresas e o importante papel do contador em um empreendimento.

Continue a leitura e saiba mais sobre cada um deles!

 

Quais os principais erros contábeis cometidos em empresas?

É comum, principalmente em micro e pequenos negócios, que as responsabilidades da gestão financeira e contábil sejam atribuídas ao contador.

Isso acontece porque a contabilidade ainda é vista por muitos empresários como um aspecto chato e burocrático da empresa. Para muitos, ela existe apenas para cumprir as leis estabelecidas pelo governo.

Quando a contabilidade não recebe a devida atenção do empresário, diversos erros contábeis são cometidos. Conheça os principais e veja como eles prejudicam a empresa:

 

1. Misturar gastos pessoais com despesas empresariais

Misturar esses dois tipos de despesas é um dos erros contábeis mais comuns cometidos por empresários iniciantes. Geralmente, o empreendedor é o “faz tudo” da empresa, sendo responsável pelas vendas, gestão de pessoas, finanças, produto etc. Com o acúmulo — e mistura — das responsabilidades empresariais e pessoais, a separação dessas despesas acaba não sendo feita.

Contudo, cometer esse erro por um longo período de tempo pode ser fatal ao negócio. Isso porque o empreendedor pode ficar inadimplente e perder o controle das finanças empresariais e pessoais.

Com isso, terá sérias dificuldades em saber qual é o resultado gerado pelo negócio, para realizar projeções sobre o futuro da empresa e, no pior cenário, levar o empreendimento à falência por retirar muitos recursos para pagar dívidas pessoais, impactando o fluxo de caixa necessário para a sobrevivência do negócio.

 

2. Não atualizar lançamentos e conciliações

Não atualizar lançamentos e conciliações é um erro contábil frequente. Ele pode ser cometido devido à desorganização ou à falta de tempo do empreendedor.

Passar um longo período sem realizar essa atividade impactará negativamente a tomada de decisão, que deve ser realizada com os relatórios e demonstrativos financeiros atualizados.

Com dados desatualizados, a empresa pode estar no vermelho sem saber e poderá perder prazos de pagamento. Isso dificulta, por exemplo, a compra de insumos e a obtenção de créditos.

Além disso, a chance de realizar cálculos errados aumenta. Nenhum profissional está livre de cometer erros, mas quando a tarefa envolve a realização de cálculos contábeis complexos, atenção e dados atualizados são essenciais.

Cálculos falhos, informações desatualizadas, erros de digitação e falta de revisão das informações lançadas podem dar origem a diversas falhas e prejuízos financeiros para a empresa.

 

3. Não organizar documentos contábeis

Assim como manter os lançamentos e conciliações em dia é fundamental para empresa, os documentos contábeis também devem ser organizados adequadamente. Isso porque as informações declaradas pela contabilidade precisam ser comprovadas perante os órgãos competentes quando há fiscalização.

Quando os números não batem, os documentos organizados ajudam a verificar os possíveis erros. Além disso, eles são importantes para comprovar a veracidade dos lançamentos durante fiscalizações e auditorias — evitando a aplicação de multas e mudanças nos valores dos impostos.

Ademais, quando os documentos contábeis estão organizados adequadamente, evita-se duplicidade, omissão e discordância de lançamentos, por exemplo.

Um dos piores erros contábeis é não utilizar os softwares de forma adequada

4. Não aproveitar todo o potencial de softwares financeiros e contábeis

O empreendedor deve receber as tecnologias de finanças e contabilidade de braços abertos. Elas oferecem recursos muito úteis ao negócio. Em relação a esses programas, três erros são cometidos com frequência por empresários:

Não utilizar a ferramenta corretamente

Adotar um software especializado não garante a eliminação de erros contábeis. Afinal, o programa deve ser usado de acordo com as orientações do desenvolvedor para que a empresa tenha o resultado esperado. Utilizá-lo sem conhecimento da sua mecânica e recursos resultará em informações contábeis incoerentes.

Escolher uma ferramenta inadequada ao porte da empresa

A escolha de um programa financeiro e contábil é uma decisão muito importante. Se o empreendedor optar por um programa que não atende as necessidades da empresa, certamente enfrentará problemas para fazer a gestão contábil corretamente.

O mesmo vale para o pequeno empreendedor, que não precisa investir em ferramentas robustas e caras para gerenciar as finanças e contabilidade do negócio.

Não usufruir de todos os benefícios da ferramenta

Assim como utilizar a ferramenta corretamente é importante, aproveitar seus benefícios só trará vantagens para o empreendimento. Ao não consultar os relatórios fornecidos, por exemplo, o empresário terá dificuldades para identificar os problemas que a empresa está enfrentando.

Clientes inadimplentes, pagamentos atrasados de fornecedores e impostos são alguns exemplos de dados que podem ser facilmente identificados nos relatórios.

Não aproveitar o potencial de softwares financeiros e contábeis pode levar a tomada de decisões incorretas, perda de capital financeiro e de clientes.

 

5. Jogar toda a responsabilidade pela contabilidade ao contador

Como dissemos, é muito comum que o empreendedor jogue as responsabilidades contábeis ao contador. Contudo, essa atitude é um erro que deve ser evitado, pois pode gerar problemas no fluxo de caixa, recebimento de multas e até prisão do empresário.

O contador também tem suas responsabilidades — civil, penal e tributária —, mas é o empreendedor que responde pelos erros contábeis da empresa. Por isso, o empresário não pode se descuidar da gestão financeira e contábil, mesmo que não seja familiarizado com o assunto.

 

Qual o papel do contador na empresa?

O contador é um profissional vital em qualquer negócio, independentemente do porte da empresa. O seu papel vai muito além de assegurar o pagamento de impostos e tributos e da elaboração de documentos contábeis.

Esse profissional realiza tarefas essenciais a saúde financeira do negócio, em todas as suas fases de vida — abertura, operação e encerramento da empresa. Planejamento tributário, controle da movimentação financeira e consultorias para o desenvolvimento e crescimento do negócio são algumas das atividades realizadas.

Contar com o apoio de um contador de confiança na gestão financeira e contábil traz diversas vantagens ao negócio. O profissional pode desburocratizar processos e otimizá-los para que as atividades contábeis sejam realizadas dentro do prazo, erros contábeis sejam identificados e evitados e a saúde financeira do negócio seja resguardada.

Confira outros benefícios de contratar um contador para a empresa:

  • economia em impostos com o planejamento tributário;
  • estabelecimento do valor da empresa;
  • participação em licitações;
  • obtenção de créditos com mais facilidade;
  • identificação de oportunidades de crescimento para a empresa;
  • avaliação de riscos e perdas do negócio.

Como você pôde perceber, a contabilidade é crucial para qualquer empreendimento. Negligenciá-la pode trazer diversos prejuízos financeiros a empresa.

O empreendedor não pode empurrar todas as responsabilidades financeiras e contábeis ao contador: é preciso que os dois profissionais trabalhem como parceiros, visando a saúde e prosperidade do negócio.

Fonte: https://www.unicesumar.edu.br/blog/erros-contabeis-comuns-em-empresas/

Avatar

SOBRE O AUTOR

webtrends

Deixe um comentário